terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Tem dia que aperta...

Oi gente, é engraçado, né...mas tem dias que a saudades dessa pequena aperta mais que outros...dó lá na alma...Como pode essa bicudinha fazer tanta falta na minha vida...

Lola...
Minha Lola, você se foi tão novinha
Levou um pedaço de mim
Ainda brinco com sua bolinha
e me lembro de você perto
Cadê você minha pequena
No céu, universo afora
Levando seu doce e beleza
para as estrelas
O barulho de suas patinhas
envolvem minha moradia
Ainda sinto seu calor
bem na minha caminha
Lola, Lola minha
Já mais vou te esquecer
Pois você mora em mim
e eu moro em você!

(Gisele Colombini)

Saudades que dói...

8 comentários:

  1. Saudades da Lola tb.

    Ela era um anjo em nossa família.

    Davy

    ResponderExcluir
  2. tento imaginar o quanto deve ser dificil....desejo td d bom p vcs!bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Gi, sei como é difícil esse sentimento e digo com propriedade!
    Perdi minha york, a Ágatha em 19/12/12, um dia antes do meu aniversário. A Ágatha sempre foi muito espe ial em nossas vidas, meu irmão, Samir, morava em Canoas-RS e a adquiriu para mim, para fazer surpresa, sabendo que sempre quis uma york. Samir era piloto e sofreu um acidente em que faleceu, deixando apenas a Ágatha como "herdeira", tanto que minha mãe a chamava carinhosamente por "minha netinha". Há alguns meses apareceu uma "bola", parecia um nódulo, na região do abdômen dela, levei diversas vezes ao médico veterinário, mas por morar no interior do MS não tínhamos acesso a um cirurgião. Até que resolvemos em 13/12/12 levá-la a Campo Grande para operar. A princípio o médico achou que se tratava de uma reação alérgica a uma vacina e recomendou compressas de água quente e antibióticos, no entanto ao requisitar uma ultrassonografia estranhou o que viu e sugeriu a biópsia, aceitamos já que há tempos ela estava aparentemente sofrendo. Assim que viu o organismo da Ágatha o dr. me ligou e sugeriu a eutanásia, disse que ela estava muito debilitada, o tumor havia se propagado pelos órgãos dela, ficamos desesperados, mas não demos resposta, então ele continuou a cirurgia. O médico suspeita que tenha o tumor tenha se formado em decorrência da castração, feita logo que meu irmão a adquiriu, quando ainda era filhote, arguiu a possibilidade de terem amarrado por erro algum órgão dela. Ela sobreviveu, ficou em observação, mas o médico havia nos alertado do risco que ela corria por 3 dias. Voltamos ao interior e ela ficou internada. Superou os dois primeiros dias, mas infelizmente teve uma parada cardíaca no terceiro dia. E, nossa, como faz falta. Meu Deus, a saudade é infinita. Me senti tão culpada por não poder salvá-la, talvez se eu tivesse corrido antes com ela... Não sei... Como você, logo procurei outra york, não para substituir a Ágatha, que nunca poderia ser feito, mas para suprir uma falta, como se fosse resolver, mas não é. Enfim, meus sentimentos, sei como dói a perda de uma filha, se pudesse voltar no tempo... Que Deus conforte seu coração, Gi. Com carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma tristeza que não tem fim, né... Quantos anos ela tinha???Beijinhos e muita força!!!

      Excluir
    2. A Ágatha tinha 2 anos e 3 meses, Gigi! Bjs!

      Excluir
  4. Oi Gi!
    É bem dificil mesmo! Eu também perdi um dos meus gatinhos com alguns dias de vida! Tão pequeno, tão indefeso...Tem dias que olho as fotos dele e me dá uma saudade que aperta o peito e dá um nó na garganta... Mas agora eles são lindas estrelinhas enfeitando e alegrando esse céu azul!!!!
    Lindo de mais esse poema que você fez pra Lola viu?!
    Super beijos querida e ótima semana!!!

    ResponderExcluir
  5. Descobri o blog hj e amei.....engraçado , porque justamente hj estava lembrando dos meus 2 cães que tambem se foram, a saudade dói, mas diminui qdo lembro das estripulias deles e do profundo amor que dei....Mas te descobri pq vi um post sobre sarna negra e gostaria muito do nome do remedio homeopatico, pq tenho uma poodle e já fiz de tudo, inclusive semana passada ela tomou uma vacina e teve reação, ficou paralisada por 2 dias, estou com medo de dar a 2a. dose. Poderia por gentileza me informar bjs. meu e-mail: deusadri2000@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. Imagino como se sente! Eu também perdi um cachorro as uns três anos, era a coisa mais linda do mundo cresci com ele, morreu com quatorze anos já estava velhinho, mais não chegou ficar doente, fui dormir e dei um beijo nele como fazia sempre, ele estava parecia muito bem, mais amanheceu morto. Ainda sinto muito sua falta, pois passamos muito tempo juntos.
    Hoje tenho um York de três aninhos, o nome dele é Toy ele é minha vida... Sofro só de pensar que algo possa acontecer com ele.
    Te admiro muito, por conseguir passar por esse todo sofrimento e ainda ter forças para cuidar da Luci e da Babi.
    Não consigo imaginar minha vida sem o Toy, ele é tudo pra mim, tem gente que me critica por tratara-lo como gente, ele é apenas um cão e trato como um filho, mais na realidade sinto como ele fosse meu filho de verdade, só quem tem um animal sabe o que é isso.
    Peço a Deus que lhe dê muitos anos vida, por que acho que não suportaria perde-lo. Sempre segui seu blog, gosto de tudo que você posta, e ficava admirando a Lola ela era muito linda e fofa.
    Sei que essa dor vai demorar passar ou talvez não passe, mais as lembranças boas vão fica pra sempre na memoria.
    Fique com Deus! Também sinto muita saudade dela.

    ResponderExcluir

Oi Aumiguinhos e aumiguinhas ficaremos muito feliz com os seus cãomentários...Obrigada...Lambeijokas da Lucy e Babi